terça-feira, 27 de junho de 2017

Notícias que podem explicar o que acontecerá nas próximas semanas



Há algumas semanas escrevi um texto a respeito da mega-compra de armas americanas pela Arábia Saudita e partilhei algumas das minhas suspeitas. Já há vários anos, desde o princípio da ingerência na Síria, o mundo vive no limiar do caos, mas a última semana foi pródiga na adição de mais elementos de instabilidade e algumas notícias, que poderão explicar o que acontecerá nas próximas semanas, devem ser lidas com bastante atenção:




12 comentários:

  1. Se até o Brasil está fazendo leis para receber imigrantes e refugiados, então quer dizer que já se está na iminência de atacarem frontalmente a Síria de Bashar, o ataque contra o Qatar e Iêmen para neutralizar vozes discordantes na região, pressão contra a Coreia do Norte para intimidar a China a não se meter no assunto, Ucrânia ameaçando entrar na NATO.

    Eu acho que o circo está armado, mas ele vai pegar fogo. Não duvido que será essa a vez que a Rússia finalmente meta a mão na massa.

    ResponderEliminar
  2. Amo seu blog cara, não pare de postar não, pois você abre os olhos.

    Abraço de um também santista, do canal 5, e também, de um novo leitor frequente do blog.

    ResponderEliminar
  3. Ative o link ou coloque em negrito aonde diz :

    "texto a respeito da mega-compra de armas americanas pela Arábia Saudita"

    ResponderEliminar
  4. Será que vai dar guerra ? As coisas estão escalando rapidamente.

    ResponderEliminar
  5. Carlos Velasco, Jorge Velasco, vejam isso: https://youtu.be/6vrpfOEfBlk

    ResponderEliminar
  6. Boa noite. EStout conhecendo o blog agora, e por curiosidade,gostaria de saber se vocês são católicos, ortodoxos ou ateus?

    ResponderEliminar
  7. Semana passada ou retrasada o genro do trump ( e o pai que controlam os EUA) o genro foi para Israel em viagem falar com os jujubas . Trump vendeu armas para a Turma da Arabia saudita(irmandade mulçumana e companhia ilimitada) . Até agora os EUA não tiveram um ataque dos jihadistas( enquanto na Europa já aconteceu diversos este ano) tudo está muito estranho..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais nada eles querem explodir de vez o Oriente Médio, contribuindo para a formação do Grande Israel e diminuindo a população islâmica, já que os islâmicos fazem muitos filhos.

      O golpe final será atacar o Iran. Entenda que cada conflito que surge no Oriente Médio aumenta o número de refugiados na Europa, o que contribuirá pra formação da União Européia já como um país soberano, como uma solução para os problemas legais sobre imigração, leis nacionais, etc etc, transformando os países de hoje da Europa em meros estados.

      Eliminar
  8. Márcia, provavelmente vai acontecer um ataque contra os Estados Unidos, mas será um ataque criado pelo próprio governo americano...Como já aconteceu em Boston e no 11 de setembro.

    ResponderEliminar
  9. Trump vendeu armas para Taiwan e o presidente da China não gostou nada disso...Trump está fazendo o que a CIA faz por debaixo dos panos há séculos! Vcs não acham estranho demais atitude apesar dos EUA ser um império militar global?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A indústria ianque cresce com tantas armas sendo vendidas mundo afora,isto ajuda a manter a economia dos EUA.Conflitos longe dos EUA não os atrapalha. Acho que o colapso da Europa de Estados soberanos é questão de tempo.
      Outra coisa: os chineses não vão se intrometer na Europa, eles querem que os europeus se lasquem

      O Brexit só reforça a idéia de que os britânicos sempre estiveram lado a lado com os EUA. O objetivo era este mesmo, o Império Londres e Washington segue firme. E a velha Europa,morta nao vai mais ameaçar o projeto anulo americano

      A Rússia já falida vai se segurando.
      Só vai sobrar a China como potência além deles..

      Eliminar